23 de dezembro de 2009

Natal

“O Natal não é um momento nem uma estação, é um estado da mente. Valorizar a paz e a generosidade é compreender o verdadeiro significado do Natal.”

Calvin Coolidge

Frase #9


"Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa - salvar a humanidade."


Almada Negreiros in A Invenção do Dia Claro


22 de dezembro de 2009

Um dia


Um dia vou falar de tudo aquilo que me atormenta.
Um dia vou ser a má da fita e vou gostar disso.
Um dia vou escrever com todo o sentido.
Um dia vou lidar com o que sinto.

Um dia vou ser feliz plenamente.

Um dia que não hoje.

21 de dezembro de 2009

Feliz Natal

A minha prenda de Natal para vocês

Professores incompetentes


Um professor não entende nada de nada do que está a fazer ou então não regula la muito bem quando:

- te impõe um limite de páginas para um trabalho, para depois dizer que não faz mal se as ultrapassares, aliás que não dá sequer importância a isso;
- faz questão de certos e determinados assuntos virem explícitos no trabalho, para depois pedir que não o façamos;
- combina via msn esclarecimento de dúvida, para depois ficar calado e não dizer nada durante mais de 40 minutos;
- te diz que combinou com 30 alunos uma mudança drástica no trabalho, quando na verdade ninguém dos 30 alunos ouviu absolutamente nada;
- ...

Se tiveres professores assim, estás em muito maus lençois.
Junta-te ao clube.

Não acho (nada) normal


Segundo o calendário escolar estou de férias.
Segundo a minha agenda estou muito longe de estar de férias.

Até aqui nada de novo, já é hábito nesta altura ser assim, só trabalhos e mais trabalhos.
Agora, estou eu a trabalhar o dia inteiro, envio o meu trabalho ao professor para segundos depois me dizerem que tudo o que eu estive a fazer o dia inteiro está tudo errado!
Que afinal não era nada daquilo que o senhor queria, e que não valeu de nada o meu trabalho.

Só me apetece apanhar um avião é ir para bem longe daqui apanhar sol.

17 de dezembro de 2009

Frase #8


"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come." [ Greenpeace ]

16 de dezembro de 2009

Essa ideia é minha!


Já repararam que tanto o Sapo adsl como as Farmácias Portuguesas nas suas campanhas de natal me roubaram a ideia que eu tive?
Estou escandalizada por não me terem pedido autorização a mim!

Eu explico: lembram-se disto? Ora essa mesma teoria que eu queria ter posto em prática há alguns anos, estão ambas as campanhas a publicita-la agora.

Se uma oferece Amor, Paz e Alegria a outra oferece Paciência e Tolerância, em caixinhas! (ler isto num tom de desagrado, sff). Então, no que é que isso difere dos meus "saquinhos de vontade"?! Nada.

Quero os meus direitos de autor.

Bebés


Conhecem o “jogo da agulha”? Pois bem, eu só tomei conhecimento da sua existência a semana passada. E perguntam vocês, o que tem o jogo de interessante?
Resumidamente: adivinha quantos filhos tu vais ter!
Agora pensam mesmo que eu entrei num estado de demência que já não digo coisa com coisa, mas juro que é verdade! Ou antes é uma brincadeira curiosa e que funciona (nos casos que eu sei), agora se é coincidência ou não, isso eu já não sei.

Para quem não ouviu falar deste jogo, no que é que consiste?
Coloca-se uma linha na agulha como se fossem coser alguma coisa. Agarram na linha, ficando a agulha virada para baixo, como se fosse um pêndulo. Abre-se a mão direita e vira-se a palma da mão para cima. No espaço existente entre o polegar e o resto dos dedos (sem tocar na mão) sobe-se e desce-se a agulha 3 vezes (devagar).
De seguida coloca-se a agulha por cima da palma da mão (sem tocar na mão). Se a agulha começar a fazer círculos significa que terá uma menina, se andar em linha recta significa que é um menino, se não se mexer significa que não há bebés para ninguém.
Assim, repete-se o procedimento quantas vezes for preciso até a agulha parar.

Se funciona?
Bem o próprio nome o idêntica – é um jogo. Mas (e tendo que haver sempre um “mas”) conheço várias pessoas a quem a agulha disse a verdade, inclusive nesse mesmo dia (em que eu soube da existência de tal jogo) uma rapariga fez o jogo 7 vezes e de todas elas a agulha, pura e simplesmente, parou!
Mas eu não tenho filhos para dar a minha opinião, nem para comprovar se é verdade ou não Mas lá que é giro, é.

P.S: A mim calhou-me um filho rapaz. Será?

P.S2: Já ouvi dizer que também dá para saber a idade em tu vais ser mamã! Mas esta versão eu ainda não confirmei pormenores.

Basta um click!



Vamos todos ajudar o próximo! Festival de Sonhos é uma organização que ajuda quem mais precisa a concretizar os seus sonhos.

Podes votar em alguém em específico.
"É costume dizer-se que os sonhadores andam com a cabeça nas nuvens.
No Festival de Sonhos não sabemos se é verdade. O que sabemos é que aqui, os sonhadores têm um lugar especial onde os seus sonhos podem ser vistos e inspirar outros a participar."


Ou então votar numa instituição.
"Conhece os sonhos de quem ajuda outros a sonhar.
As instituições de beneficência tem um papel importante ao ajudar quem necessita de apoio."


Eu votei no Dinis e tu vais votar em quem?

12 de dezembro de 2009

Diz que tenho "coração de pedra"


Por vezes parece que tenho uma pedra no lugar do coração, segundo alguns. Esta expressão aplica-se às pessoas que não têm sentimentos, que não dão importância às coisas que se passam à sua volta e não dão valor às coisas importantes.

Mas será mesmo verdade que isso se aplica a mim?

É verdade que não demonstro os meus sentimentos como muitas pessoas o fazem, sim é verdade que guardo muita coisa para mim, mas isso faz com que eu tenha “um coração de pedra”?

Por diversas circunstâncias da vida, que agora não vem ao acaso aprendi a não criar ilusões, a não ter expectativas muito altas, mas isso faz com que eu tenha “um coração de pedra”?

A vida fez-me ser aquilo que sou. Aprendi a fazer com que certas coisas me passassem ao lado; aprendi a esconder certos sentimentos (talvez até de mim); aprendi a seleccionar aquilo que me faz mal e a deitar fora aquilo que me faz mal.

Se tudo isto fosse verdade, se realmente eu tivesse uma pedra no lugar do meu coração, já tinha magoado muitas pessoas, essas que (sem querer, quero acreditar eu) me magoam. Aconteça o que acontecer, a vida já me mostrou e deu lições sobre variadíssimos assuntos, e o meu espírito e o meu corpo reagem da melhor maneira possível.

É por não ter uma pedra no lugar do coração que me preocupo com tudo isto.
Mas vocês não sabem de nada disto…

8 de dezembro de 2009

Frase #7



"Só voa quem se atreve a fazê-lo"



Luís Sepúlveda - História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar

4 de dezembro de 2009

3 de dezembro de 2009

Very Important Person


Se eu vos contasse como eu hoje consegui apanhar o comboio, não iam acreditar.

Não iam acreditar que hoje o comboio parou só para mim.
Não iam acreditar que depois de todas as pessoas terem entrado, depois de as portas se terem fechado, depois de o comboio ter começado a andar... voltou a parar, voltou a abrir as portas e eu entrei.
Não iam acreditar que fui a correr desde minha casa até à estação e que o maquinista fez questão de parar só para mim.

O meu dia começou super bem, não haja dúvida.

Conversas


Personagem A: Preciso urgentemente da tua ajuda!

Personagem B (super ocupada): Sim sim, eu ajudo-te. Tenho só que acabar de fazer aqui um trabalho. Pode ser?

Personagem A: Ah sim pode. Vou só à cozinha tratar do pão de alho que está a fazer...



P.S: O que é que devia acontecer a esta pessoa? Não ter qualquer tipo de ajuda.

P.S.2: Entretanto fiquei com desejos de estar à procura de uma imagem para este blog. Só a mim.


Observação: Conversa adaptada.